quinta-feira, 28 de junho de 2012

CARLA COUTO DEFENDE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO SOBRE WORKAHOLISM

Foto: Da esquerda para a direita, Dr. Maycoln, Ms. Carla Couto, Dr. Jáder e Dra. Zélia Kilimnik


"Estudos preliminares para a construção de uma escala de avaliação de workaholism baseada no modelo de Spence e Robbins para professores do ensino particular de Belo Horizonte e Região Metropolitana" é o título da dissertação de mestrado defendida hoje pela, agora mestre, Carla Pena Couto Ruas, pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais.

O trabalho envolveu o desenvolvimento de itens voltados à realidade do professor de ensino particular, a partir do modelo teórico defendido na literatura internacional pelas pesquisadoras Spence e Robbins. Um estudo com base no método em juízes verificou a adequação conceitual e a clareza dos itens do instrumento, que foram posteriormente aplicados em uma amostra de professores de BH e cidades ao derredor.

Foi feita uma revisão extensa de estudos técnicos publicados no exterior, principalmente, em função da escassez da literatura técnica nacional. Há diversos modelos e instrumentos concorrentes em países de língua inglesa, com alguns pontos convergentes. O instrumento que apresentou um maior número de resultados de estudos revistos por pares foi o de Spence e Robbins.

Evito neste momento a comunicação pública de resultados, que serão comentados posteriormente, após a publicação em revistas especializadas.

Parabéns Carla e muito obrigado aos membros da banca que contribuíram bastante com o trabalho e seus desdobramentos futuros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário