terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

DISSERTAÇÃO TRATA DE VALIDAÇÃO DE CRITÉRIOS DE SELEÇÃO PROFISSIONAL



Orientada pela Dra. Elizabeth do Nascimento e por quem hora escreve, Alina Vasconcelos defende amanhã seu trabalho sobre validade preditiva de medidas psicológicas em processo seletivo de concurso público.
Alina estudou uma organização militar, que faz avaliação psicológica de seus candidatos com provas de conhecimento geral, teste de aptidão física, teste de inteligência (G36) e teste de personalidade (PMK).
Como não se fazia avaliação sistemática do processo seletivo, os dados estavam dispersos em diversos arquivos, alguns se perderam e gastou-se um bom tempo até desenvolver uma base de dados com cerca de 900 variáveis.
Para a maioria das análises estatísticas (descritivas e inferenciais, muitas técnicas não-paramétricas e de estatística multivariada) utilizou-se uma base contendo 248 sujeitos.

Os resultados são importantes para a Psicologia, posto que algumas destas técnicas são amplamente utilizadas em avaliação psicológica e são fonte de informação importante para a formação de juízo de psicólogos. O PMK, por exemplo, é amplamente utilizado na avaliação de solicitação de licenças para dirigir.

A Psicologia do Trabalho também é beneficiada com esta pesquisa. Este tipo de trabalho tem sido realizado amplamente no exterior, como se vê na revisão de literatura, e já existem padrões de validação de critérios e técnicas de seleção estabelecidos pela APA (American Psychological Association) e pela SIOP (Society for Industrial and Organizational Psychology). O domínio desta metodologia no Brasil concorre para o aumento da credibilidade do profissional e da justiça nos processos de seleção profissional realizados com avaliação psicológica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário