segunda-feira, 6 de julho de 2009

OS AREOPAGITAS GREGOS


Figura 1: Anaké (a inevitabilidade), esposa de Chronos
O professor ameshapenta foi convocado a uma reunião de areopagitas. Ele foi acusado de evocar indevidamente o deus Chronos e de, como Persa ignorante que é, impedir a democracia.

O ameshapenta considera a democracia grega muito curiosa. Ela só é utilizada pelos gregos e para os gregos, apesar do belo discurso alexandrino. A democracia grega não dá direito aos Persas dirigidos pela Satrapia de Alexandre Magno, mesmo que cumpram as leis criadas pelos próprios gregos.

Pela sua blasfêmia com Kairós, os gregos foram punidos por Zeus. Ele foi implacável com os areopagitas. O ameshapenta viu quando Horæ, filha de Chronos, ordenou a Kairós que partisse. Kairós se foi e levou consigo o aditivo, documento grego utilizado pelos seus devotos para modificar a lei segundo seu arbítrio, em desrespeito aos filhos da grande nação persa.

Os gregos lamentaram e esbravejaram com altos brados, expressaram sua raiva e frustração contra o pequeno ameshapenta, mas Kairós já havia partido e levou consigo o tal aditivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário